Conforme expliquei acima, o mais adequado seria tentar resolver amigavelmente, evitando com isso o litígio. No entanto, nem sempre o diálogo é possível diante da gravidade do caso.

Portanto, caso o bom senso não prevaleça, não restará outra alternativa senão propor uma ação judicial de alienação parental para defesa de seus interesses e da criança.

Você também pode se cadastrar em nossa newsletter ou nosso RSS Feeds.

Comentários Facebook

GRUPO WHATSAPP OUÇA NOSSO PODCAST
GRUPO TELEGRAM GRUPO FACEBOOK