A característica essencial da alienação parental é quando a criança ou adolescente faz uma aliança com um dos genitores e rejeita o outro, de forma injustificada. Isso pode ocorrer naturalmente em divórcios muito conflituosos.

Porém, quando a rejeição de um genitor é ativamente promovida pelo outro, os filhos podem sofrer da SAP, a SÍNDROME de alienação parental. Uma criança severamente influenciada, pela mãe por exemplo, apresentará todos os 8 sintomas descritos por Richard Gardner em 1992, para pré-diagnóstico da SAP:
 
1 – Demonstra visões negativas extremas em relação ao pai, inclusive negando experiências positivas passadas, sem investir ou se interessar em melhorar o relacionamento.
2 – Apresenta razões frívolas ou absurdas para sentir-se magoada ou com raiva do pai.
3 – Enxerga a mãe como tudo de bom e o pai como tudo de ruim.
4 – Está sempre do lado da mãe, não importando o que pai diga ou faça.
5 – Demonstra falta de remorço em tomar atitudes que podem magoar os sentimentos do pai.
6 – Alega estar rejeitando o pai sem nenhuma influência da mãe, mesmo quando essa influência é óbvia.
7 – Repete as palavras da mãe mesmo que nem sempre entenda o que significam.
8 – Torna-se fria e hostil em relação a amigos e à família do pai.

Você também pode se cadastrar em nossa newsletter ou nosso RSS Feeds.

Comentários Facebook

GRUPO WHATSAPP OUÇA NOSSO PODCAST
GRUPO TELEGRAM GRUPO FACEBOOK